Barra de Guaratiba – RJ

Written by doisnocaminho

Em 2015 tivemos o prazer de conhecer um outro lado do Rio de Janeiro. Conhecemos a Barra de Guaratiba, que fica no Rio capital, mas parece outro lugar, uma aldeia, talvez.
Estamos acostumados a frequentar Ipanema, Copacabana, Lapa, Cristo Redentor, Leblon, Bondinho, enfim, os “clichês” do Rio de Janeiro (não que não valha a pena conhecer esses lugares, pelo contrário, vale sim, e muito!). Mas passamos a ver o Rio de Janeiro com outros olhos após ir à Barra de Guaratiba. Ficamos hospedados na Pousada do Sérgio. A pousada fica na estrada Roberto Burle Marx, 9555 e conta com Garagem, um ponto bem positivo da pousada, sem contar a educação e atenção do proprietário – o Sérgio – pessoa sensacional.  A pousada conta com sala de jogos, piscina com vista pro mar e internet wifi. Além disso, da pousada é possível presenciar um pôr do sol dos mais maravilhosos que tivemos a oportunidade de assistir. A vista com certeza é um dos pontos fortes da pousada.  A Pousada peca apenas por não servir café da manhã e nem almoço, porém te dá todas as condições para fazer seu almoço, café e até mesmo um churrasco.

Fomos até a Barra de Guaratiba com o objetivo principal conhecer a Pedra do Telégrafo, essa na foto a baixo.

Pedra do Telégrafo se destaca pelas incríveis fotos que mostram pessoas à beira do abismo, conseguidas através de um ângulo específico que cria uma ilusão de ótica na fotografia.

Em seu cume é possível observar toda a extensão da Restinga da Marambaia de um lado e as Praias Selvagens do outro, além das Praias do Grumari, Recreio dos Bandeirantes, Barra da Tijuca e Floresta da Tijuca ao fundo. A trilha começa na Praia Grande, em Barra de Guaratiba, e seus 354 metros de altitude são vencidos com uma caminhada de aproximadamente 50 minutos, levemente acentuada.

Além da bela vista, o local ainda oferece o pôr do sol mais bonito da região.

Morro de Guaratiba está situado no Parque Estadual da Pedra Branca (PEPB) e se tornou conhecido popularmente como Pedra do Telégrafo (ou Morro do Telégrafo), possivelmente pelo fato de ter recebido, durante a Segunda Guerra Mundial, um posto avançado, com rádio, para observação de submarinos inimigos e prevenção de ataques às embarcações brasileiras.



A noite visitamos alguns bares e boates na redondeza que valem a pena. Bem em frente a Pousada fica o Marambaia Café, que tem uma casquinha de siri excelente!

Agora, se tratado de custo-benefício, o que há de melhor (pelo menos o que conhecemos) é a  Empada do Gui, que fica há uns 3km da pousada.

Fomos recebidos maravilhosamente bem, tanto pelo Gui, filho do proprietário, quanto pelos donos. O bar/restaurante é gerenciado pela família e serve o melhor pirão que já comi na vida!
Vale muito a pena conhecer. Almoçamos e jantamos alguns dias lá, a Joyce e a Fabrícia, amiga que nos acompanhou nessa viagem, ainda curtiram um KARAOKÊ, no bar.

A pousada fica de frente a praia de Oceano, uma praia calma e ideal para quem quer ficar com a família. Mas quem quiser praias mais agitadas e lindas, situadas meio a áreas verdes preservadas do Rio de Janeiro, deve visitar Grumari e Prainha, duas praias maravilhosas, com muitos surfistas.



Outro ponto que vale conhecer é o Sítio Burle Marx, que é a casa do famoso paisagista que foi transformada em jardim/museu e recebe visitas guiadas de 9hs às 13h30.

Há 4km da pousada, existe um alambique que vale a pena visitar caso você goste de uma cachacinha. O Alambique Maxicana produz e exporta destilados da mais alta qualidade e permite degustação de cachaça (Vá de carona, ônibus ou táxi, pois só de degustar você pode sair levemente alterado).

Há 8km da pousada está a Praia Bandeira Azul, que é considerada uma das melhores praias do mundo. Infelizmente, por falta de tempo, não conseguimos visitá-la, mas com certeza conheceremos na nossa próxima ida à região.

A Barra de Guaratiba, por ser um bairro litorâneo, que fica pertinho do Recreio dos Bandeirantes, e cheio de manguezais, não tem muitas ondas, o que a torna um local ideal para praticar o SUP, o Stand UP Paddle, principalmente quem está começando.

Conhecemos a Casa do Remo, um local bacana, um bar, com música ao vivo e que aluga pranchas e caiaques para a prática dos esportes. O local tem parceria com um estacionamento, que por R$ 20 leva e pega você na Casa do Remo e cuida do seu carro (é proibido parar na rua e lá tem muita fiscalização).

O aluguel do SUP custa R$ 50 a hora, mas também é possível pagar uma mensalidade. Se você disser que é a sua primeira vez na prática do esporte, eles te explicam direitinho como fazer!

Tivemos a oportunidade de descobrir um local super bacana na Barra de Guaratiba, que vale a pena conhecer, principalmente os mais velhos. Poucos sabem, mas as primeiras gravações do Sítio do Pica-Pau Amarelo, mais ou menos em 1977, foram gravadas em um sítio nas proximidades. Hoje o sítio se encontra em estado de abandono, com muito mato, bichos e ruínas. Tivemos a oportunidade de adentrar o local e fazer algumas imagens.

Enfim, vale a muito a pena conhecer a Barra de Guaratiba. Demos 5 de 5 estrelas para a viagem de forma geral. Espero que tenhamos ajudado você!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *